Creatus est homo ad hunc finem,
ut Dominum Deum suum laudet,
revereatur, eique serviens tandem salvus fiat.

(O homem foi criado para este fim:
louvar, reverenciar, servir ao Senhor seu Deus,
e assim salvar a sua alma. Exercícios, Sto. Inácio, vol.I)

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

O ecumenismo é um erro



Meus irmãos, o ecumenismo é um movimento inter-confessional que tem como objectivo unir todas as igrejas ditas “cristãs” e convergir em termos de doutrina e mensagem evangélica. Este movimento surgiu no início do século XX em meio protestante reagrupando muitas igrejas protestantes como a igreja anglicana e ortodoxa. A Igreja Católica decidiu juntar-se em 1958. Mais tarde o ecumenismo alargou-se a todas as religiões que quisessem participar.

Ora para haver convergência doutrinal é necessário uma convergência dogmática e todas as partes têm de chegar a um entendimento, por vezes abdicando dos seus dogmas. Isso leva a declarações ambíguas e relativistas. Por isso, este movimento é um tremendo erro teológico, a única Igreja de Cristo, que é a Santa e Católica, não se pode sujeitar àqueles que por si se auto-excluíram do rebanho de Cristo, o bom Pastor ou que não acreditam em Nosso Senhor Jesus Cristo. Por isso, o Santo Padre Bonifácio VIII escreveu a bula “Unam Sactam” no qual disse “que é absolutamente necessário à salvação de toda criatura humana estar sujeita ao romano pontífice” e “fora (..) [da Igreja] não há salvação, nem remissão dos pecados” (ibidem).

Declarações como a de alguns bispos, que se queixam das outras religiões por não dialogarem por consideram serem detentoras da verdade (como o afirmou recentemente o Cardeal D. José da Cruz Policarpo em relação ao islão), parecem completamente insas por parecerer que estão dizer que a Igreja Católica não professa a Verdade, ora tal insinuação é herética e apóstata.

Deve haver diálogo com as outras religiões mas só se esse diálogo for sobre os direitos do Homem como a liberdade religiosa, liberdade de expressão e outros direitos como a igualdade entre as diferentes religiões nos diferentes estados. Tudo o que tem a haver com questões dogmáticas não pode ser discutido porque, a Igreja cristã é a Igreja Católica, a única que se mantém verdadeiramente fiel a Cristo o Bom Pastor.

No próximo dia 18 de Janeiro começa a “Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos”. Que tenhamos sim esta intenção mas sempre conscientes de que não fomos nós, os católicos, que abandonámos o rebanho mas os outros. Peçamos a unidade pela conversão dos hereges e peçamos, antes de tudo, união para a nossa própria Igreja divida entre tradicionalistas e modernistas – progressistas. E que nós, tradicionalistas, nos unamos mais para termos uma voz mais forte para denunciar os erros.

Façamos da oração uma arma poderosa juntamente com o sacrifício e penitência porque foi isso que a Virgem Santíssima veio pedir a Fátima.

2 comentários:

Anónimo disse...

Concordo em tudo... Espero que sim, que nos unamos a uma só voz. Tens toda a razão...
Abraço.
G. C.

Rick disse...

Caro Luiz,

Gostei do teu blogue e o adicionei como amigo.

Mas o que venho te perguntar é algo relativamente fácil, como faço para incluir esta mídia musical no meu blogue?